SEPUB Luta Pelos Empregos dos Agentes Prisionais

Preocupada com a possibilidade de demissão dos servidores cujo contrato data dos anos 2008/2009, a direção sindical realizou uma reunião com os principais agentes do governo, no dia 06 deste mês. Convidado a participar, o atual titular da SUSIPE, que responde também pela Secretaria de Administração Penitenciária, Jarbas Vasconcelos, se ausentou por motivos de saúde. Mas enviou representantes que buscaram prestar todos os esclarecimentos aos agentes que, atendendo a convocação do SEPUB, lotaram o auditório da Escola de Administração Penitenciária.
Estiveram presentes: o coronel Mauro Moreira Matos ( Diretor Geral Penitenciário); Marcela Montenegro Duarte(Procuradora Autárquica da SUSIPE) e Antônio Para campo ( Diretor de Gestão de Pessoas/SUSIPE). O presidente da CTB – entidade a qual o SEPUB é filiado- integrou a mesa diretora dos trabalhos.
Questionados pelos próprios servidores, os representantes do sistema deram informações importantes. Marcela Duarte foi direta:” estamos nos esforçando para que ocorra uma prorrogação. Quanto ao destino de vcs, não temos uma decisão concreta. Mas estamos pedindo mais seis meses de prorrogação”, afirmou. A procuradora garantiu que é de total interesse da SUSIPE a manutenção e se possível a ampliação do quadro funcional, em virtude da realidade do sistema carcerário.
O titular do DGP, Antônio Paracampo explicou que algumas situações dependem diretamente de respostas do Ministério Público e da Assembleia Legislativa, como no caso dos concursos. ” O que podemos afirmar é que o governo está sensível aos graves problemas da segurança pública, e da situação dos servidores. Já houve sinalização positiva para a prorrogação dos contratos”, explicou o diretor.
O Cel Matos fez um breve resgate das ações recentes, que resultaram em prorrogações de contratos e declarou que uma nova reunião poderá ser agendada, em caso de necessidade.

Diagnóstico do Sistema Carcerário

O secretário geral do sindicato, Andrey Tito, entregou aos representantes da SUSIPE, um relatório contendo um diagnóstico detalhado dos principais problemas enfrentados hoje pelos trabalhadores no sistema carcerário. Entre os mais graves: falta de estrutura e de pessoal, o que complica ainda mais a qualidade da segurança nos presídios.
Para se ter uma ideia, o CRPPA abriga hoje, 1235 presos. Mas tem capacidade para atender a 685. No local trabalham 14 agentes. Ou seja, cada servidor é responsável por 240 presos.
A situação se repete em vários municípios. Em Tucuruí, por exemplo, a Casa Penal – com capacidade para 110 internos- está super lotada, com 480 detentos, sob a responsabilidade de 11 agentes prisionais.
” É um barril de pólvora. O SEPUB vem denunciando há tempos a gravidade da situação que assola os presídios e que vem fazendo vítimas entre os trabalhadores”, criticou Andrey Tito.
O presidente da entidade, Ezequiel Sarges, que abriu a reunião situando os presentes sobre a agenda encaminhada pelo SEPUB, junto ao governo do estado, explicou que o sistema não irá suportar a saída de ‘nenhum servidor sequer”. Segundo Ezequiel, a falta de 1 servidor já provoca um problema grave! “Estamos agindo de forma incessante para reverter a situação”, garantiu ele aos trabalhadores.
Em relação ao concurso que está em fase eliminatória, o diretor financeiro Mário Santos, explicou que o SEPUB está pleiteando a liberação dos agentes em treinamento, por conta do alto risco de eliminação.
Ezequiel Sarges parabenizou os servidores dos contratos de 2008/2009, que buscaram o apoio do SEPUB, conseguindo assim manter seus empregos até aqui, apesar das adversidades. ” A SUSIPE é diferenciada. Entrou uma vez na carceragem é agente pra toda a vida. Que fique claro o nosso compromisso é com a categoria. Estamos trabalhando e vamos cobrar as soluções para evitar o colapso do sistema, porque o prejuízo será de todo o conjunto da sociedade”, concluiu.
A direção sindical propôs a criação de uma COMISSÃO PERMANENTE DE NEGOCIAÇÃO, integrada por diretores síndicais e agentes penitenciários. “Assim nos fortalecemos para buscar soluções para os problemas da categoria. Conclamo pela nossa UNIÃO. O SEPUB é dos servidores, é a nossa força pra lutar por todos!”, disse Ezequiel Sarges.