Sindicato Busca Solução Para os Agentes Penitenciários

Foram reuniões com integrantes do governo e do sistema penal, envio de ofícios para as principais autoridades da segurança pública do estado e conversas com políticos proeminentes buscando apoio. Esta tem sido a rotina da direção do SEPUB desde que os empregos dos agentes penitenciários com contratos referentes aos anos de 2008/2009 (contratos temporários por lei) foram novamente colocados em xeque. O que já se conseguiu oficialmente foi uma nova prorrogação por mais seis meses; informação amplamente divulgada pelo SITE do SEPUB( www.sepub-pa.org.br- matéria 13/02).
“Estamos nos desdobrando. Queremos que o governo amplie, no mínimo, essa prorrogação para 12 meses. A atual prorrogação encerra no final de julho, quando o governo Helder deverá dar posse aos 500 concursados. O SEPUB entende que há uma crise de falta de pessoal no Sistema Penitenciário que coloca o bom funcionamento do sistema, como um todo, em grande risco!”, explicou Ezequiel Sarges, presidente do SEPUB.
Ezequiel explicou que tem cumprido uma verdadeira peregrinação pelos gabinetes em busca de sensibilizar as autoridades. Nesta luta, revelou ele, o sindicato já conta com apoios importantes como o dos senadores Paulo Rocha (PT), Zequinha Marinho (PSC) e do vereador Emerson Sampaio (PP). Os dois assumiram compromisso de apoiar o sindicato.
“Na reunião com os principais nomes da segurança pública, incluindo o titular da pasta, o SEPUB apresentou um diagnostico esclarecedor sobre a situação das casas penais do Estado. Hoje, o sistema tem 10 mil presos acima da capacidade…Por isso cada profissional é importante. Hoje o problema é tão grave pode-se afirmar que, se um servidor se ausentar, compromete até mesmo a segurança dos presos”, afirma Ezequiel.
O presidente do SEPUB esclarece que está dedicado em solucionar o impasse, e pede que os servidores se mantenham apaziguados, porque não estão sozinhos nesta luta. “Aqueles que vem acompanhando e confiam em nosso trabalho já puderam conferir nossas conquistas, em especial a relacionada aos colegas dos contratos de 2008/2009). Então peço a todos que tenham calma e não dêem crédito para qualquer boato de corredor ou fake News. Só confiem nos comunicados oficiais do SEPUB, publicados em nosso SITE ou os documentos oficiais que possamos compartilhar em nossas redes sociais”, alerta.